Marketing para Psicólogos descomplicado

Estar na primeira pagina do Google é necessário e não é impossível!

VOCÊ GOSTARIA DE DIVULGAR A PSICOLOGIA ETICAMENTE,  E SER BEM REMUNERADA (O) POR ISSO?

Foram no mínimo 5 anos de graduação, inúmeras horas extra curriculares, muito esforço e dedicação…Então você se formou e agora decidiu divulgar seu conhecimento, mas não sabe como começar… Uma das partes mais difíceis sobre começar é descobrir estratégias de marketing para psicólogos que não estejam em desacordo com o codigo de ética do psicólogo e sejam eficazes. No começo, quando você não tem muito dinheiro para investir em publicidade, não quer e não pode cometer um erro caro.

Ao longo dos últimos anos tem se criado no marketing para psicólogos, a crença de que ter um site e/ou blog somente servirá como um cartão de visitas, e que o alcance é baixo ou limitado, sendo as midias e redes sociais, o melhor caminho para você fazer o marketing para psicólogos, divulgar o seu conhecimento e conseguir viver da psicologia. Você provavelmente conhece alguém que fez um site ou blog somente por via das dúvidas, mas que em pouco tempo ficou largado.

Existem números que talvez você não tenha conhecimento sobre o Google e agora vou lhe mostrar: O Google obtém mais de  100 bilhões de pesquisas por mês, processa em média mais de 40.000 consultas de pesquisa a cada segundo, traduzindo mais de 3,5 bilhões de pesquisas diárias e 1,2 trilhões de pesquisas anuais em todo o mundo. No Brasil o Google tem quase 94% do volume de vendas, então, ao fazer qualquer trabalho de marketing para psicólogos, nosso foco deverá ser primordial no Google. Você com esses dados já deve ter percebido a importância do Google para o marketing para psicólogos, então eu quero compartilhar com você mais uma informação: em geral as pessoas usam o Google para se orientar, aconselhar, buscar informações mais precisas, relevantes e com maior velocidade, impressionante não acha?

Você deve estar nesse momento se perguntando: se o Google é tão importante para o marketing para psicólogos, por que não existem tantas informações a esse respeito? por que não existe grande oferta desse serviço?. Eu sei que existem profissionais oferecendo serviços de marketing para psicólogos aos montes nas mídias e redes sociais, e posso dizer a você, que os dois maiores fatores que propiciam a escassez de profissionais, que ofereçam ou acreditem no marketing para psicólogos nos mecanismos de busca do Google são: falta de conhecimento e necessidade de provar resultados!. Não estou de forma alguma falando que você não deve investir nas midias e redes sociais para fazer o marketing para psicólogos, estou lhe mostrando que ter um site e/ou blog, posicionado no Google, irá com certeza lhe proporcionar mais uma possibilidade de ter resultados divulgando seu conhecimento, de forma ética e dentro do nosso código de ética. Me acompanhe, irei detalhar esses assuntos nos textos do blog.

QUAL  IMPORTÂNCIA DA OTIMIZAÇÃO NOS MECANISMOS DE BUSCAS DO GOOGLE ( SEO) PARA O MARKETING PARA PSICÓLOGOS?

Compreender o que é SEO vai lhe ajudar a entender a importância dele para o marketing para psicólogos

  • Otimização nos mecanismos de pesquisa é crucial para o marketing na Internet. Através do SEO, sites e conteúdos são otimizados para que a popularidade seja estabelecida.

  • Websites e empresas on-line devem esforçar-se para obter classificações mais elevadas nos motores de pesquisa, para que mais usuarios online e potenciais clientes venham em sua direção.

  • Existem muitos mecanismos de busca que proliferam e dominam o Mercado de busca na Internet hoje em dia. No Brasil, como lhe disse, o Google detêm  cerca de 94% de todo volume de buscas

Note que em cada consulta de pesquisa que você faz, existem centenas ou às vezes até milhares de sites e links fornecidos a você na pesquisa resultados. Observe que dificilmente você ultrapassa a primeira página de buscas do Google, é assim também com a grande maioria das pessoas, por isso faz-se necessário estar na primeira página!

5 MITOS DE SEO QUE VOCÊ DEVE IGNORAR

SEO está morto! – Um dos maiores mitos de SEO que deve ser colocado para descansar.

É realmente irritante quando as pessoas dizem “SEO está morto”. Eles não entendem o fato de que, enquanto houver mecanismos de pesquisa, o SEO continuará vivo. Para qualquer termo chave (palavra-chave) inserido nos mecanismos de pesquisa, você verá páginas relacionadas a esse termo de pesquisa. isso é chamado de SEO. Se você vir anúncios, isso é principalmente marketing de PPC, uma estratégia diferente para ganhar conversões.

A verdade

SEO certamente não está morto. Está apenas mudando e atualizando com o tempo.

Se você comparar os métodos de SEO desatualizados com as abordagens de SEO atuais, verá muitas melhorias.

Sabemos que é irritante quando você não tem uma estratégia bem-sucedida para seus esforços de SEO e não está obtendo os resultados esperados. Mas, SEO é um conjunto tão massivo de abordagens convencionais e novas que é bobagem dizer que “SEO está morto”.

E, definitivamente, se você estiver usando táticas de SEO antigas e obsoletas que costumavam ser eficazes antes, mas agora estão desatualizadas, você não será bem-sucedido no SEO.

Apesar do fato de existir uma forte ligação entre a classificação de pesquisa e as taxas de cliques, a classificação na primeira posição não deve ser o seu objetivo final.

Estudos recentes mostraram que os pesquisadores preferem principalmente as três principais posições na página de resultados.

Então, definitivamente, os melhores rankings nem sempre garantem mais sucesso. Hipoteticamente, pode até ser possível que você esteja classificando bem para uma palavra, obtendo muito tráfego no seu site, mas não fazendo um único centavo dele apenas porque o resultado da pesquisa não parece atraente ou o site está classificado para a palavra-chave errada. Também podem ser que seus títulos não chamaram a atenção do usuário. Você realmente quer isso?

A verdade

Esse é o maior mito de que uma classificação mais alta resulta em tráfego de pesquisa mais alto.

As pessoas notarão sua classificação, mas isso não garante necessariamente que você obterá taxas de cliques mais altas. O motivo pode ser qualquer um destes:

Suas descrições e títulos Meta são desagradáveis
Você está escolhendo as palavras-chave erradas para seu site/blog
O conteúdo do seu site é irrelevante ou inútil para o visitante
A classificação na primeira posição é ótima, mas gastar uma quantia enorme de dinheiro apenas para classificar uma palavra-chave de volume de pesquisa irrelevante é apenas um desperdício de tempo, dinheiro e esforço. Outras empresas têm classificado e comprado essa palavra-chave por mais tempo que você.

Sua estratégia de SEO deve ser focada na relevância. Suas palavras-chave devem ser altamente relevantes para sua empresa, de modo que seus clientes possam encontrá-lo facilmente e você possa gerar mais tráfego e interessados em seus serviços.

Este mito é absolutamente errado porque SEO não é barato nem é fácil. Em vez disso, é um processo complicado e contínuo que exige muito tempo e dinheiro para posicionar suas páginas da web nos SERPs.

Nesse processo, você precisa competir com várias empresas em seu nicho para manter o ranking do mecanismo de pesquisa. Eles tentam se classificar para essa palavra-chave tanto quanto você e podem estar dispostos a gastar mais para chegar lá.

A verdade

Na realidade, SEO não é barato; está apenas fingindo ser barato.

Normalmente, agências digitais e empresas que oferecem serviços de SEO oferecem testes gratuitos e pacotes de SEO mais baratos para os clientes. Essas agências sabem que organizações de pequeno e médio porte não podem gastar uma quantia enorme de seu orçamento em SEO e preferem alternativas mais baratas.

Sinais sociais e relacionamento deles no SEO sempre foram objeto de discussão.

Tem havido muitos debates e controvérsias sobre a conexão entre sinais sociais e SEO. No entanto, a questão permanece a mesma: “Os sinais sociais influenciam o ranking?”

Se sim, como isso acontece?

De acordo com o gigante de buscas Google, as curtidas do Facebook ou os “tweets” do Twitter não contam como um fator de classificação para um site. Consequentemente, os sinais sociais não importam para o SEO. Mas esta proclamação é apenas meio correta.

A verdade

O fato de os mecanismos de pesquisa não contar diretamente os compartilhamentos, tweets e seguidores do Facebook como uma métrica de classificação de pesquisa é verdadeiro. No entanto, a atividade efetiva de mídia social pode influenciar seus esforços de SEO indiretamente.

Seus sinais sociais ajudam em:

Indexação do mecanismo de pesquisa: o Google começou a levar em conta os sinais sociais e a ajudar seu site a se classificar melhor nos resultados da pesquisa. Sinais sociais significam os gostos coletivos, as ações e a presença geral na mídia social da página da web, conforme percebida pelos mecanismos de pesquisa. Essas atividades ajudam o ranking de pesquisa orgânica da página e são semelhantes aos backlinks, exceto pelo fato de que seu objetivo é mais uma campanha de tráfego do que uma tática de classificação.
Distribuição de sua visibilidade de conteúdo, o que ajuda a melhorar os engajamentos e resultados dos usuários em links e compartilhamentos.

A pesquisa de palavras-chave de alta qualidade é uma etapa muito importante quando você está planejando sua estratégia de marketing de conteúdo e blogs para o marketing para psicólogos. Se você quer que sua estratégia seja bem-sucedida, então você não pode ignorar essa etapa.

A verdade

Não existe essa atualização, mesmo hoje em dia, que deteriora a importância da pesquisa de palavras-chave em SEO. A pesquisa de palavras-chave ainda desempenha um papel importante em uma estratégia de SEO bem-sucedida. Lembre-se de que você não o otimiza demais com o uso excessivo de palavras-chave no seu conteúdo. isso resultará em uma penalidade do Google.

Use palavras-chave relevantes para garantir a segurança e focar na intenção do usuário por trás da pesquisa. Isso ajudará você a criar um conteúdo que seja relevante e mais útil para os usuários.

Além disso, evite o preenchimento de palavras-chave, pois isso afeta negativamente o site. Aqui está um exemplo mostrando um pedaço de conteúdo recheado com palavras-chave.

CONSULTORIA

CURSOS

BLOG